segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Desfile Cívico de 07 de Setembro

Sete de Setembro

Esplende o sol... O Ipiranga desliza
E nele se reflete o azul sereno,
Lindo..., A desdobrar-se ameno,
De luz e beleza se matiza.

Independência ou Morte! Concretiza.
O brado augusto, vivo como um treno,
O gesto nobre, o decantado aceno,
Do Monarca que ali se sublima...

E o grito vibra além... Há manifestas
Expressões as mais justas,
Um delírio de usos e festas.

E a grande terra, erguida na História,
Aureolada de estrelas refulgentes,
Sente envolvê-la a sagração da glória.

de Francisca Clotilde, Revista A Estrella, set de 1921.Tauá - CE
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário